Bombas de calor ar-Água e sistemas de ar condicionado

As bombas de calor são uma forma altamente eficaz de climatização e de aquecimento elétrico de água.

As bombas de calor conseguem produzir duas ou três vezes mais calor (ou frio) do que a quantidade de eletricidade que gastam (este rácio pode subir para valores ainda altos, da ordem dos 4 e 5, no caso das bombas de calor geotérmicas).

Por outro lado, as bombas de calor são uma tecnologia altamente testada - a tecnologia dos frigoríficos e do ar condicionado.

Bombas de calor vs. Ar condicionado

Não há no fundo nenhuma diferença substancial entre a maior parte dos aparelhos classificados como bombas de calor e os aparelhos de ar condicionado comuns – a maior parte das vezes é tudo uma questão de terminologia, outras vezes é uma questão de otimização do aparelho em termos de modo de aquecimento ou arrefecimento.

Na prática tanto o ar condicionado moderno como as bombas de calor podem ser simultaneamente aparelhos de aquecimento e arrefecimento, e a eficiência com que o fazem varia de marca para marca e modelo para modelo, de acordo com os coeficientes de energia.

Vantagens e novidades das bombas de calor

Mas se é assim – preguntar-se-á – quais são as vantagens ou a novidade daquilo a que se chama bombas de calor e que no fundo não passa de aparelhos de ar condicionado?

Pode de facto não haver qualquer novidade ou vantagem específica. Muitas vezes é tudo uma questão de terminologia.

Só as bombas de calor geotérmicas (com tubagens mergulhadas no subsolo) são substancialmente diferentes. Outra possível diferença é que as as novas bombas de calor podem vir equipadas como um módulo de aquecimento de água; elas são extremamente competitivas a este nível.

Uma opção interessante sob o ponto de vista ambiental e energético

Outra interrogação que podemos colocar, é de natureza ambiental: se não há diferenças substanciais entre o ar condicionado e as bombas de calor mais comuns, não será que estas têm as mesmas desvantagens energéticas e ambientais do ar condicionado?

Naturalmente que sim; mas há também que sublinhar o seu lado positivo, quando adequadamente escolhidas e usadas (tal como acontece a nível do AC).

O facto de as bombas de calor mini-split (e o AC mini-split) gastarem 2+ vezes menos eletricidade que os aparelhos elétricos tradicionais (baseados em resistências elétricas) torna-as especialmente interessantes em edifícios onde as necessidades de aquecimento foram drasticamente reduzidas por via de elevados níveis de isolamento térmico (paredes, tetos, pisos) e de janelas e portas exteriores muito eficientes.

As chamadas Passive Houses e Edifícios Energia Zero usam frequentemente bombas de calor, sobretudo em países de clima frios, no quadro da lógica de super-isolamento térmico referida acima.

Como esses edifícios foram desenhados e construídos para gastar pouca energia, o relativamente baixo custo de compra e instalação de pequenas bombas de calor altamente eficientes, torna-as numa opção vantajosa em edifícios onde as perdas de calor são muito reduzidas.

Acresce que o AC e as bombas de calor podem ser ligadas a sistemas solares fotovoltaicos, o que as torna ainda mais interessantes sob o ponto de vista ambiental.

Questões a realçar a propósito das bombas de calor

- As bombas de calor mais comuns são aparelhos de fornecimento de calor e frio, tal como os aparelhos de ar condicionado; a sua tecnologia é a mesma.

- Há bombas de calor para aquecimento central, e bombas de calor para aquecimento separado de divisões ou de partes da casa, através de unidades terminais montadas nessas mesmas divisões.

- As novas bombas de calor podem também produzir água quente de forma extremamente eficaz;

- As bombas de calor geotérmicas são um tipo de equipamento mais específico, baseadas em tubos enterrados no subsolo.

- As bombas de calor podem ser articuladas com sistemas solares fotovoltaicos em soluções do tipo Edifícios Energia Zero.

- Pequenas bombas de calor mini-split (sem condutas de ar, e com unidades autónomas em partes específicas do edifício) são uma forma interessante de aquecimento de edifícios com níveis de isolamento térmico muito elevados, mesmo em países de climas muito frios.

- Alguns fabricantes japoneses estão a produzir bombas de calor extremamente eficientes, capazes de fornecer calor mesmo a temperaturas abaixo de zero, sem necessidade de recorrerem a aquecimento por via de resistências elétricas.

- As bombas de calor (tal como o ar condicionado) deixam de ser interessantes sob o ponto de vista energético e ambiental em edifícios que não tenham sido otimizados em termos energéticos. Neste caso, os gastos de eletricidade passam a ser demasiado altos, mesmo que os coeficientes de eficiência energética dos aparelhos sejam elevados.

- As bombas de calor deixam também de ser interessantes – sob o ponto de vista ambiental e energético – em sistemas de aquecimento central. Estes sistemas têm demasiadas perdas de calor e não se justificam sob o ponto de vista energético, nomeadamente em países com necessidades de aquecimento reduzidas como Portugal ou o Brasil.

 

 

 

Top or Home PageConteúdo relacionado
Contents Topo .... Inicio