Paredes exteriores de edifIcios... mais eficientes

Paredes sem brechas ou outras falhas não significa, por si só, que o calor não se transmita através delas, entrando nos nossos edifícios em tempo quente, ou saindo em tempo frio.

O calor transmite-se através dos vários materiais de construção que compõem as paredes dos nossos edifícios – tijolo, cimento, concreto/betão, aço, madeira, etc. Estes vários materiais têm diferentes condutibilidades (o aço é particularmente condutor), mas nenhum deles se opõe eficazmente à transmissão de calor.

Apenas os materiais isolantes – o poliestireno, o poliuretano, a lã mineral, os agregados de cortiça, etc. - conseguem reduzir eficazmente a transmissão de calor através das paredes. O que obviamente é fundamental em termos de conforto térmico, e em termos de faturas energéticas (e em última análise em termos de impacto das paredes no ambiente, já que o consumo de energia dos edifícios é o maior responsável por emissões de gases de estufa, a nível mundial).

Infográfico:
A inesperada relação entre as paredes dos nossos edifícios e as centrais elétricas fósseis e nucleares

Isolamento térmico das paredes

A proteção térmica das paredes, ou seja, os níveis de isolamento térmico de que elas devem beneficiar, varia com o clima. Nos climas quentes brasileiros, a instalação de cerca de 5 cm de um isolante rígido de alta densidade sobre toda a superfície externa das paredes pode ser suficiente. Mas em Portugal e na ponta sul do Brasil são vantajosos níveis mais altos, o dobro o triplo dos níveis dos climas quentes.

Ver:
Isolamento de paredes
Níveis ideais de isolamento

Reboco térmico

O isolamento térmico das paredes não se deve limitar às suas cavidades. É importante considerar também uma camada de material isolante sobre toda a envolvente do edifício, para evitar transmissão de calor por via das vigas e de outros elementos estruturais do edifício (pontes térmicas).

Ver: Reboco térmico

Isolamento interior vs. Isolamento exterior das paredes

No caso dos climas quentes brasileiros há normalmente vantagem em isolar as paredes a nível da sua superfície externa. O isolamento das superfícies externas protege mais as paredes. Já no caso português, as vantagens de um isolamento exterior são mais relativas.

Ver:
Isolamento interior ou exterior

Tipos de construção

Quer em Portugal, quer no Brasil, a construção de alvenaria é largamente preponderante. Mas há outros tipos de construção.

A construção de madeira, largamente dominante na América do Norte, é uma dessas hipóteses, a nível de moradias.

A construção envolvendo vigamentos e estruturas em aço é outra hipótese, embora a condutibilidade do aço torne necessária a implementação de conveniente reboco térmico.

Ver:
Construção em madeira
Construção em aço
Construção de alvenaria

Novos tipos de construção

Mas há novas tecnologias de construção de paredes, a ter em conta. O caso dos moldes isolantes para concreto/betão armado é uma delas. O uso de painéis sandwich é outro exemplo.

Ver:
Painéis sandwich
Moldes isolantes para concreto/betão

 

 

 

Topo .... Início